.


27 de dezembro de 2008

>Natal simplesmente

Arquivo pessoalLembro-me dos natais passados na terra onde nasci. Tudo muito simples, não existia o burburinho dos grandes centros, a criançada não exigia presentes. Não fazíamos, até hoje não se faz a Céia de Natal.

O que fazíamos era assistir a 'Missa do Galo', símbolo do Natal. Véspera era dia das mulheres ir para o forno, claro, forno de lenha preparar deliciosos pães, bolos, biscoitos e muitos doces feitos na ante-véspera. Também era tempo de oração e agradecimento.

No dia de Natal, o aniversariante era verdadeiramente festejado, as famílias preparavam um grande almoço, com todos reunidos, em torno de uma grande mesa de madeira, não sem antes agradecer os alimentos servidos.

Nos dias atuais, as pessoas pensam em ganhar presentes. As crinças são influenciadas pelos anúncios nas tvs a pedir para os pais comprarem os brinquedos mais modernos.

Naqueles tempos, quando ganhávamos algum brinquedos eram artesanais, os meninos ganhavam carrinhos de madeiras e as meninas bonecas de panos. Assim era meu natal!!

18 de dezembro de 2008

> Casa modesta



Era uma casa modesta,
Porém tinha ares de festa,
Um quartinho com janela,
Para espiar a paisagem bela.

Uma sala com varanda,
Para o pôr do sol venerar,
Crianças a brincar de ciranda,
E cirandinha a cantar.

Era só uma velha casinha,
Mas era rica pra nós,
entre flores e batatinhas,
Milho, feijão e arroz.

Não havia montes nem serras,
Não havia praia nem mar,
Mas era linda minha terra,
Até onde os olhos pudessem alcançar.

Comida não nos faltava,
Embora a mesma fosse escassa,
Mas essa boa terra nos dava,
Frutos da mata, peixes e caça.

Mato grosso,grosseirão,
Como o próprio nome já diz tudo,
Mas mora no meu coração,
Esse lugar foi meu mundo.

Nós pequenos, mas felizes,
éramos como se fossemos donos,
Destes prados, dessas matizes,
Da lua que clareava o terreiro:
Do silencio que embalava nosso sono.

Éramos senhores absolutos,
Daquele pequeno reinado,
Hoje só resta chorar o luto,
Sobre o pó do passado.
Autora: Sandra M. Costa



30 de novembro de 2008

>Porco no rolete

Imagens /arquivo pessoal
À aniversariante do dia parabéns!!

O domingo foi excelente, fomos comemorar em família o aniversario da minha cunhada, Geni, com uma rodada de porco no rolete, isso aconteceu no “Restaurante Rio 40 Graus”. Muito legal mesmo, foi um domingo diferente.

Abaixo o prato principal... 

Juro que não entendi até agora; por que será que todo porco, ou leitões assados inteiros tem que ter sempre uma maçã enfiada na boca? É tradição, superstição ou sei lá o que... Se você souber a resposta, por favor!
Olha a cara do bicho...

Eis uma resposta inteligente
A comentarista identifica apenas como:
Soninha doida disse...

"Todo porco assado tem uma maçã na boca para esconder seus dentes, óbvio, e não poder contar a ninguém a maldade que fizeram com ele. Se eu pudesse, colocaria maçãs na boca de muita gente, que nem serviria para se tornar um assado". (Soninha apareça!) 

A maçã é uma forma atraente para preencher essa a boca aberta do porco que ao assar se abre devido ao calor. Ao colocar a maçã vai  parecer que o porco está feliz por estar comendo.
                                                                             Engraçado
O porco cozido pode alimentar uma grande multidão, e por esta razão, o "sorriso" do leitão assado com uma maçã em sua boca é um símbolo tradicional do banquete comemorativo.
O autor

19 de novembro de 2008

> Receitas do "Betinho" Batata rosti

As batatas são surpreendentemente nutritivas e possuem poucas calorias. Quando consumidas com casca são rica fonte de carboidratos complexos e fibras. São, ainda, boa fonte de vitaminas C e B6, potássio e outros minerais e amido. Seu sabor completa a maioria dos alimentos.O sabor e conteúdo nutricional de uma batata variam de acordo com o seu preparo. Muitos dizem que as batatas engordam, mas isto só acontece quando são fritas ou servidas com manteiga ou molhos gordurosos. Uma batata de tamanho médio assada ou cozida tem entre 450 a 500 calorias e até 35 g de gordura.

Uma xícara de purê de batata com leite fornece cerca de 130 calorias, comparadas às 355 calorias encontradas em uma xícara de batatas gratinadas. Ao prepará-las, convém conservar a casca, porque a maioria dos nutrientes fica junto à superfície. Uma vez descascadas, as batatas cruas perderão a cor quando expostas ao oxigênio. Por isso, cozinhe-as imediatamente ou coloque-as em água com vinagre ou suco de limão.
Assadas, cozidas no vapor ou preparadas no microondas, preservam o máximo de nutrientes. As receitas, como vimos, podem ser variadas, mas sempre com muito sabor. Nesta semana separamos uma especial, a Batata Husth ou Batata Suíça. Confira! (colaborou Amauri Rocha)
Receita Batata Husth (ROBERTO) Preparo: Cozinhe as batatas e descasque-as. Quando estiverem frias, rale em pequenos pedaços e reserve. Em uma frigideira, coloque um pouco de azeite e espalhe a batata ralada. Deixe fritar por um minuto em fogo baixo. Em seguida coloque o recheio que pode ser de calabresa, mussarela, bacon, presunto, bacalhau, atum, frango desfiado e o que mais a sua imaginação mandar. Pode-se acrescentar azeitonas (verdes ou pretas), milho, tomate ou ervilhas.

Após acrescentar o recheio, coloque mais uma camada de batata ralada e uma de mussarela. Tampe a frigideira por dois minutos até que o queijo derreta sobre a batata. Espalhe queijo ralado e está pronta para servir. Acompanhada de um bom vinho de sua escolha.
A Batata Husth é uma boa opção para se fazer em casa quando houver a visita de amigos, parentes ou mesmo com a família. Bom apetite.

8 de novembro de 2008

>Intestino preso o que fazer!!


Joannesia princeps Vell
Sinon.: Andicus pentaphyllus Vell., Anda gomesii A.
Juss., Anda brasiliensis Raddi

Família: EUPORBIACEAE
Nomes comuns:  cutieira, purga-de-cavalo, fruta-
de-cotia, coco-de-purga, fruta-de-arara, purga-de-
gentio, indaiaçu.

CARACTERÍSTICAS GERAIS
Árvore de 15 a 20 m de altura, com casca cinzenta, ramos jovens com pelos. Folhas alternas, digitadas, de 3 a 5 folíolos, ovados a elíptico, glabros, pecíolos de 6 a 15 cm de comprimento. Flores brancas ou arroxeadas, de 2 a 3 mm. Fruto drupáceo, globoso, de até 20 cm de comprimento.

OBSERVAÇÕES ECOLÓGICAS E OCORRÊNCIA
Espécie decídua. Ocorre no Pará e, desde a Bahia até o Rio de Janeiro, nas formações florestais do complexo atlântico, podendo ocorrer nas matas estacionais de Minas Gerais.


PROPRIEDADES DA MADEIRA E OUTROS USOS

Madeira branco-amarelada, mole, leve, textura grosseira e brilho acetinado. Usada na marcenaria e indústria de palitos. O óleo das sementes possui emprego medicinal como purgante e energético e, industrialmente substitui o óleo de linhaça para pintura. A árvore é útil para sombreamento em pastagens, porém não para arborização de ruas em virtude do tamanho e peso dos frutos, além da facilidade com que o vento pode quebrar seus galhos. 

Esta linda árvore conhecida popularmente na região, como cutieira, produz uma castanha de sabor delicioso, porém perigosa para quem não conhece seus efeitos e não sofre de problemas intestinais. A partir do momento da ingestão o intestino desprende aproximadamente em 1/2 hora, variando de pessoa pra pessoa. A população local tem histórias pra contar sobre os efeitos desse fruto começando pelo (rs,rs,rs,rs) autor. Se você souber do que se trata, por favor, se manifeste ou mesmo pra dar sua opinião a respeito. 


Florada: Julho a Novembro
Fruto: Setembro a Dezembro
A direita o fruto após cair do pé e soltar sua casca que se abre em forma de uma estrela de quatro pontas. Cada castanha produz apenas duas sementes com uma segunda casca. Confesso que, quando ainda criança desobedeci meu pai em nome do sabor, até hoje não esqueço o resultado da desobediência. O pior de tudo é que não teve como esconder, precisa dizer mais alguma coisa?


As sementes da cutieira possuem cerca de 37% de um óleo denso e amarelo, útil para fins medicinais (como purgante), industriais (substituindo o óleo de linhaça para pintura)
[LORENZI, 2002]. Veja este vídeo com a Regina Casé

7 de novembro de 2008

>Tradição mineira

 Doce de goiaba
 Biscoito de polvilho caseiro direto do forno

O mineiro com toda sua calma, montado, em seu cavalo guiando com paciência. Ou será o contrario? Sendo guiado pela junta de bois, já que não tinha o candieiro. Bom, quem não sabe, candieiro é aquele que vai na frente guiando os bois. Na região ainda se utiliza muito o carro de boi para transportar a produção em locais aonde é impossível o acesso de caminhões e outros meios de transporte, devido o terreno acidentado. É a tradição, ainda, presente em nossos dias mesmo com toda tecnologia. Esse hábito torna a vida cheia de nostalgia, é como se o tempo não passasse.

>Monstro das estradas

Imagem/J. AraújoTrafegando pela Rodovia BR – 040, Próximo a Juiz de Fora no sentido Rio de Janeiro Minas Gerais, deparei com um comboio de carretas acompanhadas por batedores transportando estes enormes pneus medindo mais de 4 metros de altura, pesando 4 toneladas. Carga maxima para cada carreta 4 unidades.

26 de outubro de 2008

> Araponga - MG

Área 304,421
km²População 8.296 hab.
Imagens/J. Araújo
Estava eu de viagem na região e tive a grata surpresa, ao perceber a maturidade e conscientização política dos habitantes da Zona Rural nas eleições municipais deste ano! O que antes não tinha a menor importância hoje é tratado com seriedade. A população se envolveu no processo político eleitoral de tal maneira, que em cada casa visitada você deparava com cartazes nas estradas, nas entradas dos sítios e fazendas e até mesmo em portas e janelas, o que antes era improvável.
Infelizmente lá também houve o lado sombrio das eleições com acusações de ambas as partes concorrentes ao pleito com queima de veículos e tentativa de agressões físicas desnecessárias. No dia da eleição tudo correu normal com todos os eleitores podendo exercer o seu direito de escolha. A Justiça Eleitoral, como não poderia deixar de ser, disponibilizou transporte para todo o eleitorado da zona rural.

18 de outubro de 2008

> Viçosa-MG

Imagens/J. Araújo Prédio da Prefeitura Municipal.
Praça em frente a Prefeitura.

17 de outubro de 2008

>Café do Brasil

Imagens/J. AraújoA região de Araponga produz um dos melhores café do Brasil. Aqui, funcionários da usina de torrefação ensacando e pesando o produto para ser transportado. Enquanto o produtor, meu irmão, este sem camisa confere os detalhes.
Eu, de férias na região,( na farra do café),resolvi mostrar minhas habilidades; torrar o produto de forma bem artesanal como nos velhos tempos. Tem que saber dar o ponto exato, para que tenhamos um café com sabor,  preservando suas características.
Veja imagens abaixo.

16 de outubro de 2008

>Jequeri » História

Imagens/J. Araújo

O município está localizado na Microrregião 188, Mata de Ponte Nova, tem clima mesotérmico, caracterizado por verões quentes e úmidos. A economia se baseia na agricultura, com a produção de arroz, milho, feijão, cana-de-açúcar, café e frutas, além da pecuária de corte. A cidade se desenvolve mais na área favorável, à margem esquerda do Rio Casca, que corta o município no sentido Sul/Norte. Está distante de Belo Horizonte 235 quilômetros. Sua origem está na formação do antigo povoado de Santana do Jequeri, na margem esquerda do rio Casca, por volta de 1848. Os primeiros moradores eram fazendeiros que foram para a região atraídos pela fertilidade da terra. Segundo a tradição, o nome do local foi inspirado num antigo morador, o velho Miguel Jequeri. Santana do Jequeri tornou-se distrito em 1855 e teve sua denominação reduzida para Jequeri. Sua emancipação ocorreu em 1923. Diz uma lenda que o município se acabará em areia, devido a praga de um padre, insatisfeito com um habitante do local que cortou o rabo de seu burro.
Fonte: Secretaria da Cultura em 01/10/1999
Geografia
latitude: 20º27´20"S
longitude: 42º39´56"W
área: 548km²
altitude: 412 m
Fonte: BIM IBGE 2000

14 de outubro de 2008

>Guiricema - MG

Imagens/ J. Araújo
Imagem: Arquivo pessoal
» História
No início do século XIX, um ex-militar português, o furriel José de Lucas Pereira dos Santos, chegou a cidade de Campos, no Rio de Janeiro, de onde, posteriormente, teria vindo para a Zona da Mata mineira. Por volta de 1810, quando passou pelo lugar onde hoje está Guiricema, atraído pela terra fértil às margens do rio dos Bagres, instalou-se ali com sua família e escravos. Em 1825, tendo falecido sua esposa, o fazendeiro doou parte de suas terras em louvor a Nossa Senhora da Encarnação, criando, assim, um lugar santo para sepultar o corpo da falecida. 11 anos mais tarde, foi erguida no local uma capela dedicada a Nossa Senhora da Encarnação dos Bagres, dando início ao povoado. Em 1838, o Arraial dos Bagres torna-se Capelânia. Foi elevado a distrito dos Bagres em 1851. Em 1911, o nome foi mudado para Guiricema, que significa "grande quantidade de bagres". A emancipação deu-se em 1938.
Imagem: Arquivo pessoal

Fonte: Secretaria da Cultura em : 01/10/1999
Abaixo igreja na praça central da cidade às 6h005 da manhã.Vista parcial da principal rua da cidade

Arquivo pessoal
Em minhas andanças em setembro próximo passado, acabei errando o caminho e veja só, fomos parar em Guiricema-MG, eu, minha esposa e meu irmão e esposa. Já muito cansado da viagem dirigindo durante todo o dia mais de dez horas, resolvi pernoitar na cidade, onde durante o jantar no restaurante do hotel conheci essa figura simpática e acabamos nos tornando amigos, o Sr. José Barbosa, (foto) sitiante, conhecido de todos não somente na cidade mas em toda a região segundo ele.
Imagem: Arquivo pessoal
Valeu errar o caminho!

13 de outubro de 2008

>Município de Sericita - MG

Prefeitura Municipal
Sericite (do latim sericus, sedoso) é uma mica de grão fino, também conhecido na região popularmente como malacacheta. Sericita, antigo distrito criado em 1900 ou 1901, a data é imprecisa, com a denominação Santana da Pedra Bonita (até 1923, de 1923 a 1943: Itaporanga), que significa "pedra bonita", através da junção dos termos itá (pedra) e porang (bonito) era subordinado ao município de Abre Campo, tornou-se município pela lei estadual nº 2764 de 30 de dezembro de 1962. 

Fundação: 1962
Altitude: 772 mts
População: 6.505 habitantes
Area Total> 167,1 km2
Densidade demografica: 38,93 hab/km2
CEP: 35368-000
DDD: 031
Acima rua principal
Vista parcial da região



12 de outubro de 2008

>De encher os olhos

Imagem/ J. AraújoVista parcial da região de Araponga - MG. Grande produtora de café e gado. O muncípio é sede do (PESB) Parque Estadual Serra do Brigadeiro. No fundo o Pico do Boné.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...