.


28 de novembro de 2014

>Provando a autenticidade caipira

Alguns  tentam, muitas vezes, esconder o que realmente é.  Ao contrário faço questão de mostrar quem sou e de onde vim.  Para provar isso apresento o verdadeiro atestado de autenticidade de um verdadeiro caipira. 

Ah, isso aí é o que alguns brasileiros precisavam requerer quando queria  provar que tinham sua ficha limpa. Precisava, além da assinatura do Delegado de Polícia, era exigido várias testemunhas que deviam fazer o mesmo. Nessa época o computador nem engatinhava no Brasil. Este documento também tinha o nome de "Atestado de Conduta", modernizou e passaram a chamá-lo de atestado de antecedentes criminais. Mas, um dia também me chamaram de poeta. 
Cada uma. Fazer o que!!


21 de novembro de 2014

>A falta d' água e o desrespeito ao meio ambiente



Várias cidades, principalmente, no Estado de São Paulo, estão adotando o racionamento de água potável para o consumo da população. Um dos motivos da falta de água, sabemos que é a falta de cuvas, que não caíram em volume suficiente para encher os reservatórios para suprir a necessidade de consumo da população. Outro motivo não menos importante tem a ver com a intervenção do homem no meio ambiente aonde vive, em Residencial Fazenda Roseiras.  Antes o fogo colocado por alguém irresponsável destruiu toda a área, hoje estamos vendo a recuperação da mesma. Aqui existiam peixes, nos poços do Córrego Roseiras formado pelas nascentes existentes. Porém a poluição pelo esgoto despejado sem tratamento pela SANASA (Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento S/A), matou todos os peixes que existiam por aqui.


11 de novembro de 2014

>Avenida se transformou em lixão a céu aberto

Avenida se tornou um verdadeiro lixão
Avenida se transformou em lixão a céu aberto
O despejo irregular de lixo e entulhos produz um cenário desolador na Avenida José Christovão Gonçalves, no Jardim Icaraí, em Campinas, SP. O desrespeito com o meio ambiente é patente. 

Pessoas sem o mínimo de consciência faz do local um verdadeiro lixão a céu aberto. Aqui se encontra de tudo; de embalagens plásticas, colchões e sofás, além de muito lixo orgânico deixado no local, atraindo todo tipo de animais, alguns de grande porte como podemos ver e, outros que pode trazer doenças, principalmente, ratos e baratas. 

Enquanto isso, o poder público finge que fiscaliza e muitas vezes fazem vista grossa para o problema que persiste há muito tempo. É um cenário vergonhoso causado pelos próprios moradores.
(a) J Araújo

5 de novembro de 2014

>Preciso desembolsar cada vez mais dinheiro

Há alguns dias me mantenho em silencio, pelo menos neste espaço. Isto não significa que minha indignação passou, pelo contrario, ela aumenta a cada dia que abro o jornal e vejo o noticiário das TVs. Passada as eleições vem aí o aumento do preço da gasolina e, com ele fica mais caro do  que está o custo de vida dos brasileiros. Porque na verdade, os aumentos vem em cascata, menos o aumento do nosso minguado salário. 

Enquanto leio no jornal que o Palácio do Planalto vai abrir um pregão eletrônico, isto é, um tipo de concorrência pública, no valor de R$ 98,8 mil para adquirir mini-pizzas, ah, de pizza aquele povo entende. É só olharmos para os envolvidos no mensalão que foram condenados, alguns a mais de dez anos de cadeia e já estão saindo todos para cumprir a pena em liberdade, se isso pode dizer que é pena.

Em novembro do ano passado é que a maioria dos condenados foi presa. Isto significa que passado esse tempo já estão com direito a prisão domiciliar e outras mordomias. Enquanto que presos comuns “rala”,estou falando de um programa de inclusão social que a Prefeitura Municipal de Campinas, SP, tem com a SAP (Secretaria de Administração Penitenciaria), onde os presos trabalham de sol a sol no cabo da enxada, capinando, roçando mato e pintando escolas e outros bens públicos e tem que voltar pra cela todos os dias.

E olha que eles não foram nenhum daqueles que meteram a mão no dinheiro do povo. Sem falar nos desvios bilionários da Petrobrás que no final também vai acabar em pizza. Foi pensando nisso que um dos envolvidos no mensalão, Henrique Pizzolatto, já foi logo pra Itália, a capital da pizza. Enquanto isso eu preciso cada dia desembolsar mais e mais dinheiro para adquirir cada vez menos coisas. É o custo de vida que somente os pobres e assalariados conhecem.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...