.


31 de março de 2017

Pelos céus do Brasil

RECIFE, PE Imagem: Arquivo pessoal

Voar, voar, subir, subir.  Já dizia uma velha canção interpretada pelo cantor Biafra, que fez muito sucesso. A lembrança foi apenas para a introdução do texto pra falar o que acontece quando entramos em uma aeronave. Planejando ou não nossas viagens é hora de deslocarmos para o aeroporto, enfrentamos uma seria de etapas burocráticas.

Não é igual viajar de ônibus que podemos chegar correndo e ir logo embarcando, mesmo que o dito cujo já esteja manobrando para partida o check in na rodoviária e muito rápido, isso quando tem. Enquanto isso... No aeroporto, para alcançarmos a porta de entrada do avião é colocada uma escada, procuramos nossas poltronas e nos acomodamos. 

Conforme o tempo passa, isto é, se o voo não estiver atrasado temos tempo para ver a retirada da escada, aí começa as instruções: “Senhores passageiros, no caso de despressurização, mascaras de oxigênio cairão do teto; no caso pouso forçado na água os bancos flutuarão e por aí vai...”.

Diante de tudo isso ouvia de uma pessoa próxima da família que fez a seguinte observação:  não seria melhor dizer tudo isso antes  da gente embarcar?  Mas não, eles deixam pra dizer tudo isso depois que as poetas foram trancadas, a escada já foi retirada.

Tudo isso é dito depois que a escada foi retira e a porta emeticamente fechada.  Não tem como você escapar, e outra coisa, tudo isso não pode ser gravado de jeito nenhum, ousa gravar, mesmo que discretamente, logo alguém da tripulação  aparece e manda parar tudo, enquanto você não desligar a câmera as instruções ficam suspensas.  Pouso forçado na água... Tem cada uma... Não tentem gravar, eles não deixam, não havendo outro jeito, como as imagens é um do meu hobby achei que não devia deixar passar.  Assista aqui!
(a ) J Araújo

2 comentários:

  1. Gosto de ver o panorama lá de cima...Mesmo que dê um friozinho na barriga,rs... Linda foto! abraços, chica

    ResponderExcluir
  2. Que imagem incrível!
    Quando há turbulência... é que não deve ser fácil...
    Talvez para as pessoas melhor se consciencializarem das instruções... pois enquanto as portas estão abertas... as pessoas têm tendência para prestarem menos atenção, pois o ambiente, será bem mais distractivo, e pormenores importantes, poder-se-ão perder nos procedimentos de segurança...
    E quanto a câmaras desligadas... e se de repente um dos passos importantes, for esquecido, dos procedimentos de segurança, e tal for gravado? Em caso de acidente... fará toda a diferença... é um palpite meu...
    Abraço! Bom fim de semana!
    Ana

    ResponderExcluir

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Blog.

Este espaço presa pelo respeito às diversidades, porém, se mantém o direito de não publicar opiniões que venham a ofender a honra de qualquer pessoa.

É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros.

O blog, Serra de Minas, poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...