.


24 de fevereiro de 2017

Uma xícara de café

Um grupo de profissionais, todos vencedores em suas respectivas carreiras, reuniu-se para visitar seu antigo professor. Logo a conversa parou nas queixas intermináveis sobre *stress* no trabalho, e na vida em geral. O professor ofereceu café. Foi para a cozinha e voltou com um grande bule e uma variedade das melhores xícaras: de porcelana, plástico, vidro, cristal... Algumas simples e baratas outras decoradas, outras caras, outras muito exóticas... Ele disse:

- Pessoal, escolham suas xícaras e sirva-se de um pouco de café fresco. Quando todos o fizeram, o velho mestre limpou a garganta, calma e pacientemente e começou a conversar com o grupo:
- Como puderam notar, imediatamente, as mais belas xícaras foram escolhidas, e as mais simples e baratas ficaram por último. Isso é natural, porque todo mundo prefere o melhor para si mesmo. Mas essa é a causa de muitos problemas relacionados com o que vocês chamam "stress".

Ele continuou:
- Eu asseguro que nenhuma dessas xícaras acrescentou qualidade ao café. Na verdade, o recipiente apenas disfarça ou mostra a bebida. O que vocês queriam era café, não as xícaras, mas instintivamente quiseram pegar as melhores.

Eles começaram a olhar para as xícaras, uns dos outros. Agora pense nisso: A vida é o café. Trabalho, dinheiro, status, popularidade, beleza, relacionamentos, entre outros, são apenas recipientes que dão forma e suporte à vida. O tipo de xícara que temos não pode definir nem alterar a qualidade da vida que recebemos. 

Muitas vezes nos concentramos apenas em escolher a melhor xícara, esquecendo-se de apreciar o café! As pessoas mais felizes não são as que têm o melhor, mas as que fazem o melhor com tudo o que têm! Então se lembrem: Vivam simplesmente. Sejam generosos. Sejam solidários e atenciosos. Falem com bondade. O resto deixe nas mãos do Criador Eterno, porque a pessoa mais rica não é a que mais tem, mas a que menos precisa. 

10 de fevereiro de 2017

O lixo e as flores

Recebi como mensagem de texto pelo whatsApp, da administradora do blog Minhas Palavras, já tinha lido há muito tempo mas não tinha mais o texto. Não sei o autor, sei apenas que é uma mensagem curta, porém, nos trás uma grande lição,  por isso resolvi publicá-lo. Na verdade, o texto não tem um título, resolvi classificá-lo como o lixo e as flores.

"Um homem rico deu uma cesta de lixo a um mendigo, o mendigo sorriu e correu com a cesta, esvaziou-a, lavou e a encheu de flores e entregou novamente ao homem rico que ficou surpreso e perguntou: Porque me deu flores se eu lhe dei somente lixo? O mendigo respondeu: Porque cada um dá o que tem de melhor no seu coração"... Seja simples e sempre humilde porque diante de DEUS somos todos iguais.

3 de fevereiro de 2017

Se assim o fizesse não seria o Deus de justiça

Independente de gostar ou não do ex-presidente Lula, e de sua política, ter votado ou não no PT, (Partido dos Trabalhadores), ter diferenças e divergências políticas ou não, o momento é de solidarizar com ele pela perda de sua esposa Marisa Letícia.

Estamos vivendo em um país onde cada dia está mais difícil encontrar alguém ficha limpa para ocupar os cargos no governo que aí está. O próprio ocupante do cargo máximo da república é alvo de denúncias ainda não comprovadas na Operação Lava Jato.

Desejo muita força à família, ao ex-presidente, que merece o nosso respeito neste momento tão difícil e doloroso, com a morte da ex-primeira-dama.
Antes de político ele é um ser humano como qualquer um de nós. E que bom que seja assim. Imagina se não fosse. Esse é um momento em que todos um dia, em algum momento vão passar. Essa é a única certeza que temos.

Vamos esperar que a sociedade, neste e em qualquer outro momento, se comporte como um grupo de pessoas reunidas por Deus para que convivam com as diferenças, com tolerância, benevolência, perdão e respeito, desejando sempre ao outro aquilo que desejam para si.

Deus não faz distinção de pessoas. Se assim o fizesse não seria o Deus de justiça que é, eLe é paciente, misericordioso e bondoso, está esperando que todos que nele crê e fizer sua vontade sejam salvos.
(a) J Araújo

Aprender pelos exemplos dos outros

Um bom professor de matemática não somente fala como solucionar os exercícios dados por ele como também é normal mostrar aos alunos alguns exemplos para reforçar as instruções verbais. Pelo exemplo dos outros, uma criancinha aprende andar, falar e colocar o garfo na própria boca vendo como os adultos fazem e também pelo que são estimuladas a fazer. 

Aprende chutar uma bola ou fazer carinho numa boneca. Mesmo se ninguém falasse, os exemplos seriam suficientes para aprender muitas coisas importantes na vida.
Exemplos servem para nos instruir sobre a vontade de Deus. Jesus demonstrou a humildade e o serviço e disse: “Porque eu vos dei o exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também” (João 13:15). Paulo, em sua primeira carta aos corintos disse: “Portanto, suplico-lhes que sejam meus imitadores. (1 Coríntios 4:16). Porque Paulo foi um exemplo de servidão a Deus.

Até exemplos negativos servem para nos instruir. Paulo cita os erros dos israelitas no deserto e diz: “Ora, estas coisas se tornaram exemplos para nós, a fim de que não cobicemos as coisas más, como eles fizeram” (1 Coríntios 10:6). 

Uma pessoa que chega perto de um precipício pode aprender da placa que adverte sobre o risco de cair (aprender por ouvir), ou pode aprender do exemplo de alguém que continuou adiante e caiu (aprender pelo exemplo dos outros). Fica a lição de seguir exemplos bons ou ruins.
(a) J Araújo

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...