.


Mostrando postagens com marcador Avião. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Avião. Mostrar todas as postagens

31 de março de 2017

Pelos céus do Brasil

RECIFE, PE Imagem: Arquivo pessoal

Voar, voar, subir, subir.  Já dizia uma velha canção interpretada pelo cantor Biafra, que fez muito sucesso. A lembrança foi apenas para a introdução do texto pra falar o que acontece quando entramos em uma aeronave. Planejando ou não nossas viagens é hora de deslocarmos para o aeroporto, enfrentamos uma seria de etapas burocráticas.

Não é igual viajar de ônibus que podemos chegar correndo e ir logo embarcando, mesmo que o dito cujo já esteja manobrando para partida o check in na rodoviária e muito rápido, isso quando tem. Enquanto isso... No aeroporto, para alcançarmos a porta de entrada do avião é colocada uma escada, procuramos nossas poltronas e nos acomodamos. 

Conforme o tempo passa, isto é, se o voo não estiver atrasado temos tempo para ver a retirada da escada, aí começa as instruções: “Senhores passageiros, no caso de despressurização, mascaras de oxigênio cairão do teto; no caso pouso forçado na água os bancos flutuarão e por aí vai...”.

Diante de tudo isso ouvia de uma pessoa próxima da família que fez a seguinte observação:  não seria melhor dizer tudo isso antes  da gente embarcar?  Mas não, eles deixam pra dizer tudo isso depois que as poetas foram trancadas, a escada já foi retirada.

Tudo isso é dito depois que a escada foi retira e a porta emeticamente fechada.  Não tem como você escapar, e outra coisa, tudo isso não pode ser gravado de jeito nenhum, ousa gravar, mesmo que discretamente, logo alguém da tripulação  aparece e manda parar tudo, enquanto você não desligar a câmera as instruções ficam suspensas.  Pouso forçado na água... Tem cada uma... Não tentem gravar, eles não deixam, não havendo outro jeito, como as imagens é um do meu hobby achei que não devia deixar passar.  Assista aqui!
(a ) J Araújo

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...