.


17 de março de 2017

Quais são as novidades ou, no que você está pensando?


Em nossa cabeça passa tantas coisas. Muitas delas com certeza, nem ousamos falar, outras fazemos questão de dizer. Outras tantas gostaríamos de gritar pra todo mundo ouvir. Nossa mente não desliga em nenhum momento enquanto estamos acordados. Mesmo assim, quantas vezes alguém já te perguntou: “O que você está pensando”? E você respondeu, em nada não! 

Duas perguntas típicas para estimular você a escrever alguma coisa sobre qualquer assunto. Notei que estas duas perguntas aparecem em duas redes sociais distintas. E elas ajudam muito as pessoas a se soltar. Quando menos se espera lá está você soltando o verbo em algum assunto específico ou simplesmente palpitando em vários deles.

A primeira pergunta de uma dessas redes sociais quer saber de nós quais são as novidades. Aí ficamos pensando: o que pra mim pode ser novidade pra você já é coisa do passado. Não importa. Conta do seu jeito, dê sua opinião, fala o que você pensa sobre o assunto. O importante é que a pergunta foi feita e alguém gostaria de uma resposta. Se ela vai agradar a todos, com certeza, não.
A segunda pergunta é mais ou menos igual a primeira. No que você está pensando? Esta é mais direta, quer saber logo seus pensamentos. Um dia resolvi responder esta pergunta que aparecia e aparece no topo da página todos os dias em uma rede social. Falei da minha irritação naquele momento, falei no que realmente estava pensando e que achava uma chatice tudo aquilo. Descarreguei toda minha indignação. No final sabe o que descobri? Era exatamente isso que o interrogador queria que eu fizesse.
(a) J Araújo

10 de março de 2017

A mulher ficou horrorizada com as palavras do médico

Nos tempos modernos onde a mulher, maioria delas, adquiriu sua independência, a maternidade, às vezes fica em segundo plano. Muitas vezes os filhos são planejados nos mínimos detalhes, isso, dependendo das condições financeiras e sociais de cada uma. 

Em uma sociedade capitalista quem tem dinheiro tem acesso à tecnologia avançada disponível para poucos, onde é possível escolher até mesmo o sexo do futuro bebê.  Outras mulheres nem ao menos pensam em ser mãe. E uma dessas mulheres preocupada,  procurou seu ginecologista.

- Doutor, eu estou com um problema muito sério e preciso da sua ajuda desesperadamente! Meu bebê não tem um ano e eu estou grávida novamente. Eu não quero outro filho.

Então o médico disse:
- Em que exatamente você quer que eu a ajude?
- Eu quero fazer um aborto!

Depois de pensar por alguns instantes, o médico falou:

- Olha, eu tive uma ideia que me parece melhor e também é menos arriscada.
A mulher sorriu satisfeita. Então o médico continuou:

- Veja bem, para que você não tenha que tomar conta de dois bebês, vamos matar esse que está em seus braços. Assim, você poderá descansar até que o outro nasça. Já que vamos matar um dos seus filhos, não importa qual deles.

Dizem que os filhos são todos iguais para as mães. Não é mesmo? E, além do mais, sua vida não correrá risco com procedimentos cirúrgicos, se você escolher esse aí para matarmos.

A mulher ficou horrorizada com as palavras do médico e disse-lhe:
- Que monstruosidade o senhor está me propondo. Matar uma criança é um crime!
O médico respondeu-lhe:

- Eu concordo. Mas eu pensei que isso não fosse problema para você. Eu só estou sugerindo que você troque o filho que será morto.

Pelo semblante da mulher, o médico viu que tinha conseguido esclarecer seu ponto de vista. E ele a convenceu que não há diferença entre matar uma criança que está nos braços ou uma que está no ventre. O crime é o mesmo.
Você sabe desde quando Deus te ama? DESDE O VENTRE DA TUA MÃE!

5 de março de 2017

Só estou pensando onde vou passar a noite hoje

Imagem: web

Pare por um instante e leia. Vale a pena! Na cidade de São Paulo, numa noite fria e escura de inverno próximo a uma esquina por onde passavam várias pessoas, um garotinho vendia balas a fim de conseguir alguns trocados. Mas o frio estava intenso e as pessoas já não paravam mais quando ele as chamava. Sem conseguir vender mais nenhuma bala, ele sentou na escada em frente a uma loja e ficou observando o movimento das pessoas. Sem que ele percebesse, um policial se aproximou.


-"Está perdido, filho?" O garoto balançou a cabeça.

- Só estou pensando onde vou passar a noite hoje... normalmente durmo em minha caixa de papelão, perto do correio, mas hoje o frio está terrível...
- O senhor sabe me dizer se há algum lugar onde eu possa passar esta noite?"O policial mirou-o por uns instantes e coçou a cabeça, pensativo.


- Se você descer por esta rua", disse ele apontando o polegar na direção de uma rua, à esquerda, lá embaixo vai encontrar um casarão branco; chegando lá, bata na porta e quando atenderem apenas diga: "João 3:16 .


Assim fez o garoto. Desceu a rua estreita e quando chegou em frente ao casarão branco, subiu os degraus da escada e bateu na porta. Quem atendeu foi uma mulher idosa, de feição bondosa.

- João 3:16", disse ele, sem entender direito. - Entre, meu filho". A voz era meiga e agradável. Assim que ele entrou, foi conduzido por ela até a cozinha onde havia uma cadeira de balanço antiga bem ao lado de um velho fogão de lenha
- Sente-se, filho, e espere um instante, tá?  O garoto se sentou e, enquanto observava a bondosa mulher se afastar, pensou consigo mesmo: "João 3:16... Eu não entendo o que isso significa mas sei que aquece a um garoto com frio". Pouco tempo depois a mulher voltou. -Você está com fome?", perguntou ela.


- Estou um pouquinho, sim... há dois dias não como nada e meu estômago já começa a roncar.A mulher então o levou até a sala de jantar, onde havia uma mesa repleta de comida. Rapidamente o garoto sentou-se à mesa e começou a comer ; comeu de tudo, até não aguentar mais. Então ele pensou consigo mesmo:


- João 3:16... Eu não entendo o que isso significa, mas sei que mata a fome de um garoto faminto". Depois, a bondosa senhora o levou ao andar superior, onde se encontrava um quartinho com uma banheira cheia de água quente. O garoto só esperou que a mulher se afastasse e então rapidamente se despiu e tomou um belo banho, como há muito tempo não fazia. Enquanto esfregava a bucha pelo corpo pensou consigo mesmo: "João 3:16... Eu não entendo o que isso significa, mas sei que torna limpo um garoto que há muito tempo estava sujo". 


Cerca de meia hora depois a bondosa mulher voltou e levou o garoto até um quarto onde havia uma cama de madeira, a antiga, mas grande e confortável. Ela o abraçou, deu-lhe um beijo na testa e, após deitá- lo na cama, desligou a luz e saiu. Ele se virou para o canto e ficou imóvel, observando a garoa que caía do outro lado do vidro da janela. E ali, confortável como nunca, ele pensou consigo mesmo: "João 3:16... Eu não entendo o que isso significa, mas sei que dá repouso a um garoto cansado". 


No outro dia, de manhã, a bondosa senhora preparou uma bela e farta mesa e o convidou para o café da manhã. Quando o garoto terminou de comer, ela o levou até a cadeira de balanço, próximo ao fogão de lenha. Depois seguiu até uma prateleira e apanhou um livro grande, de capa escura. Era uma Bíblia. Ela voltou, sentou-se numa outra cadeira, próximo ao garoto e olhou dentro dos olhos dele, de maneira doce e amigável.


- "Você entende João 3:16, filho?"-Não, senhora... eu não entendo... A primeira vez que ouvi isso foi ontem à noite... um policial que falou...Ela concordou com a cabeça, abriu a Bíblia em João 3:16 e começou a explicar sobre Jesus. E ali, aquecido junto ao velho fogão de lenha, o garoto entregou o coração e a vida a Jesus. E enquanto lágrimas de felicidade deixavam seus olhos e rolavam face à baixo, ele pensou consigo mesmo: "João 3:16... ainda não entendo muito bem o que isso significa, mas agora sei que isso faz um garoto perdido se sentir realmente seguro".


Porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu seu único Filho para que todo aquele que nele crê, não pereça, mas tenha a vida eterna." (João 3:16) Deus não mandou Jesus para condenar o mundo, mas sim para salvá-lo. Aquele que crer em Jesus não será condenado, mas terá a vida eterna! Se você não se envergonha do grande amor de Deus por nós, faça o seguinte: Depois mande esta mensagem para outras pessoas, se você não puder repassar, não irá acontecer nada com você, apenas deixará de melhorar um pouco o dia dos seus amigos.....

24 de fevereiro de 2017

Uma xícara de café

Um grupo de profissionais, todos vencedores em suas respectivas carreiras, reuniu-se para visitar seu antigo professor. Logo a conversa parou nas queixas intermináveis sobre *stress* no trabalho, e na vida em geral. O professor ofereceu café. Foi para a cozinha e voltou com um grande bule e uma variedade das melhores xícaras: de porcelana, plástico, vidro, cristal... Algumas simples e baratas outras decoradas, outras caras, outras muito exóticas... Ele disse:

- Pessoal, escolham suas xícaras e sirva-se de um pouco de café fresco. Quando todos o fizeram, o velho mestre limpou a garganta, calma e pacientemente e começou a conversar com o grupo:
- Como puderam notar, imediatamente, as mais belas xícaras foram escolhidas, e as mais simples e baratas ficaram por último. Isso é natural, porque todo mundo prefere o melhor para si mesmo. Mas essa é a causa de muitos problemas relacionados com o que vocês chamam "stress".

Ele continuou:
- Eu asseguro que nenhuma dessas xícaras acrescentou qualidade ao café. Na verdade, o recipiente apenas disfarça ou mostra a bebida. O que vocês queriam era café, não as xícaras, mas instintivamente quiseram pegar as melhores.

Eles começaram a olhar para as xícaras, uns dos outros. Agora pense nisso: A vida é o café. Trabalho, dinheiro, status, popularidade, beleza, relacionamentos, entre outros, são apenas recipientes que dão forma e suporte à vida. O tipo de xícara que temos não pode definir nem alterar a qualidade da vida que recebemos. 

Muitas vezes nos concentramos apenas em escolher a melhor xícara, esquecendo-se de apreciar o café! As pessoas mais felizes não são as que têm o melhor, mas as que fazem o melhor com tudo o que têm! Então se lembrem: Vivam simplesmente. Sejam generosos. Sejam solidários e atenciosos. Falem com bondade. O resto deixe nas mãos do Criador Eterno, porque a pessoa mais rica não é a que mais tem, mas a que menos precisa. 

10 de fevereiro de 2017

O lixo e as flores

Recebi como mensagem de texto pelo whatsApp, da administradora do blog Minhas Palavras, já tinha lido há muito tempo mas não tinha mais o texto. Não sei o autor, sei apenas que é uma mensagem curta, porém, nos trás uma grande lição,  por isso resolvi publicá-lo. Na verdade, o texto não tem um título, resolvi classificá-lo como o lixo e as flores.

"Um homem rico deu uma cesta de lixo a um mendigo, o mendigo sorriu e correu com a cesta, esvaziou-a, lavou e a encheu de flores e entregou novamente ao homem rico que ficou surpreso e perguntou: Porque me deu flores se eu lhe dei somente lixo? O mendigo respondeu: Porque cada um dá o que tem de melhor no seu coração"... Seja simples e sempre humilde porque diante de DEUS somos todos iguais.

3 de fevereiro de 2017

Se assim o fizesse não seria o Deus de justiça

Independente de gostar ou não do ex-presidente Lula, e de sua política, ter votado ou não no PT, (Partido dos Trabalhadores), ter diferenças e divergências políticas ou não, o momento é de solidarizar com ele pela perda de sua esposa Marisa Letícia.

Estamos vivendo em um país onde cada dia está mais difícil encontrar alguém ficha limpa para ocupar os cargos no governo que aí está. O próprio ocupante do cargo máximo da república é alvo de denúncias ainda não comprovadas na Operação Lava Jato.

Desejo muita força à família, ao ex-presidente, que merece o nosso respeito neste momento tão difícil e doloroso, com a morte da ex-primeira-dama.
Antes de político ele é um ser humano como qualquer um de nós. E que bom que seja assim. Imagina se não fosse. Esse é um momento em que todos um dia, em algum momento vão passar. Essa é a única certeza que temos.

Vamos esperar que a sociedade, neste e em qualquer outro momento, se comporte como um grupo de pessoas reunidas por Deus para que convivam com as diferenças, com tolerância, benevolência, perdão e respeito, desejando sempre ao outro aquilo que desejam para si.

Deus não faz distinção de pessoas. Se assim o fizesse não seria o Deus de justiça que é, eLe é paciente, misericordioso e bondoso, está esperando que todos que nele crê e fizer sua vontade sejam salvos.
(a) J Araújo

Aprender pelos exemplos dos outros

Um bom professor de matemática não somente fala como solucionar os exercícios dados por ele como também é normal mostrar aos alunos alguns exemplos para reforçar as instruções verbais. Pelo exemplo dos outros, uma criancinha aprende andar, falar e colocar o garfo na própria boca vendo como os adultos fazem e também pelo que são estimuladas a fazer. 

Aprende chutar uma bola ou fazer carinho numa boneca. Mesmo se ninguém falasse, os exemplos seriam suficientes para aprender muitas coisas importantes na vida.
Exemplos servem para nos instruir sobre a vontade de Deus. Jesus demonstrou a humildade e o serviço e disse: “Porque eu vos dei o exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também” (João 13:15). Paulo, em sua primeira carta aos corintos disse: “Portanto, suplico-lhes que sejam meus imitadores. (1 Coríntios 4:16). Porque Paulo foi um exemplo de servidão a Deus.

Até exemplos negativos servem para nos instruir. Paulo cita os erros dos israelitas no deserto e diz: “Ora, estas coisas se tornaram exemplos para nós, a fim de que não cobicemos as coisas más, como eles fizeram” (1 Coríntios 10:6). 

Uma pessoa que chega perto de um precipício pode aprender da placa que adverte sobre o risco de cair (aprender por ouvir), ou pode aprender do exemplo de alguém que continuou adiante e caiu (aprender pelo exemplo dos outros). Fica a lição de seguir exemplos bons ou ruins.
(a) J Araújo

27 de janeiro de 2017

>Pois então virá o fim

Imagem: IGC

O mundo religioso nunca esteve tão em evidencia como nos últimos anos. Cada um fazendo de acordo com a sua vontade, se esquecendo de que a nossa vontade não deve ser levada em conta, mas vontade de Deus que deve prevalecer. Ou pelo menos é assim devia ser. Todos dizem estar servindo a Deus. Mas será que podemos servir ao mesmo Deus de maneiras tão diferentes? Jesus veio ao mundo, sofreu sem reclamar, fez a vontade do Pai, morreu na cruz por causa dos nossos pecados e precisamos atentos com os ensinamentos que eLe estava introduzindo para que continuássemos seguindo o seu exemplo. “Façam tudo o que eLe lhes mandar". João 2:5

Quando falamos em religiosos o que primeiro vem em nossa mente é o centurião Cornélio (você pode conferir esta história em atos 10:1-48), que era um homem religioso, dava esmolas e orava a Deus constantemente. Deus ouviu as orações de Cornélio, tanto é verdade que apareceu, para ele, um anjo do Senhor que lhe orientou o que devia feito para ficar de acordo com os ensinamentos que Jesus havia deixado.

Tem aqueles que defendem o batismo realizado nas denominações em que congrega, basta erguer a mão e dizer que aceita Jesus, que a partir daquele momento já faz parte daquela congregação. Outros ensinam que tanto faz, todos os modelos de batismo estão certos, o que importa é a intenção. Acham que o importante é ser batizado, não importa de que maneira, se o batismo bíblico ou não. Eles até usam a bíblia como referencia, dizendo que naquele tempo, talvez não se usasse água em todos os batismos. Porém se esquecendo de que o batismo de Jesus foi realizado por João batista, e foi por imersão.

"Então Jesus veio da Galileia ao Jordão para ser batizado por João. João, porém, tentou impedi-lo, dizendo: Eu preciso ser batizado por ti, e tu vens a mim? Respondeu Jesus: Deixe assim por enquanto; convém que assim façamos, para cumprir toda a justiça. E João concordou. Assim que Jesus foi batizado, saiu da água. Naquele momento os céus se abriram, e ele viu o Espírito de Deus descendo como pomba e pousando sobre ele”. Mateus 3:14-16

Como podemos ver Jesus foi batizado por imersão para deixar o exemplo para nós. Então não precisam duvidas aqueles que defendem todo tipo de batismos. Temos várias passagens bíblicas que nos ensinam. Se todos dizem está servindo ao mesmo Deus precisam estar de acordo os ensinamentos de Cristo, devem ser muitos membros, porém, parte de um mesmo corpo onde Jesus é cabeça. O apostolo Paulo escreve a igreja em Corintos; “Ora, vocês são o corpo de Cristo, e cada um de vocês, individualmente, é membro desse corpo”. 1 Coríntios 12:27.

Não tem como membros de um mesmo corpo guiado por uma cabeça que tem uma mão fazendo que a cabeça não concorde. Alguma coisa está errada não é com os ensinamentos daquele que é o cabeça da igreja. O mais provável é que tem pessoas dizendo serem membros de um corpo, mas esse corpo não é o corpo de Cristo.

Isso nos lembra na época dos juízes no Velho Testamento, em que o povo vivia da maneira que melhor lhe conviesse. Era um povo desobediente, que fazia tudo que desagradava a Deus. Parece que a historia se repete. Assim diz a palavra do Senhor: “Naquela época não havia rei em Israel; cada um fazia o que lhe parecia certo”. Juízes 17:6. Vamos continuar fazendo o que Jesus nos ensinou e aguardar sua volta que é a esperança daqueles que espera no Senhor. Pois então virá o fim, quando ele entregar o Reino a Deus, o Pai, depois de ter destruído todo domínio, autoridade e poder”. 1 Coríntios 15:24 Sobre o batismo veja o vídeo-aula com Dennis Allan, aqui. (a) J Araújo

20 de janeiro de 2017

No bico do corvo

Imagem: web
Você já deve ter ouvido muitas vezes que o fulano está no bico do corvo. Geralmente esta expressão é muita usada quando a pessoa está passando por um momento de dificuldade ou mesmo quase na hora da morte. Na Bíblia, mais precisamente no livro de Primeira Reis no capitulo 17:4-6, encontramos o relato de uma grande seca enviada por DEUS sobre uma determinada nação, de forma que como consequência, ocorreu uma grande fome naquela terra. Naquele tempo, vivia naquela região um profeta de nome Elias. Este, durante algum tempo, foi alimentado pelos corvos. Pode parecer incrível, mas lendo os versículos 4 a 6 do capítulo citado, descobrimos duas coisas interessantes:

Diz que o profeta beberia água de riacho e que o Senhor havia dado ordem aos corvos para lhe trazer pão e carne de manhã para ele comer e a tarde ele beberia água do riacho próximo de onde estava escondido. Imagina o espanto pra nós humanos sabendo que o corvo é uma ave carnívora e foi exatamente essa ave escolhida por Deus para realizar tal tarefa, em nossa mente humana realmente não encaixa.

Portanto, a despeito do que “naturalmente” seria o hábito alimentar de tal ave, o Criador pode mudar hábitos e até mesmo a natureza daquilo que eLe mesmo criou. Dessa forma, pôde usar os corvos para levarem até Elias – que era alguém que buscava fazer a vontade de DEUS – uma alimentação saudável, num período em que à sua volta a região padecia fome.

Naquela época, no bico do corvo havia alimento saudável para alguém justo e honesto diante de DEUS. E hoje não é diferente! O Deus de ontem é o mesmo Deus hoje e sempre. Apesar da imagem negativa que muitos têm do corvo, talvez até algum preconceito com relação ao nome desse veículo de comunicação. 

O corvo se tornou um meio de comunicação do profeta Elias – no bico do corvo, há que se ter a certeza de que pode estar o “alimento” a notícia, a reportagem, o artigo que sua alma sua mente, seu espirito necessita. Quem sabe você não está numa certa posição ou atitude, simplesmente porque está buscando alimento ou conhecimento em fontes secas? Lembre-se, no bico do corvo pode estar aquilo que você precisa!

Se você gostou da mensagem, compartilhe em suas redes sociais.
(a) J Araújo


13 de janeiro de 2017

Você se sente seguro ao usar caixas eletrônicos

O crime organizado está cada vez mais organizado. As novas tecnologias existentes não inibem as quadrilhas de buscar, também novas tecnologias a favor do crime.

Já em 2011, a polícia Civil de São Paulo estourou um laboratório especializado em construir caixas eletrônicos adulterados na região da Água Fria, na zona norte da capital paulista. Segundo o Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic), os equipamentos eram instalados nos locais de autoatendimento de agências bancárias e permitiam capturar informações completas dos cartões dos clientes. Na época duas pessoas foram presas na ação.

Como podemos ver a seguir isso ocorreu a 5 anos e parece que nada mudou de lá pra cá. As quadrilhas continuam usando, além da tecnologia a serviço do crime organizado, como também a técnica, essa mais violenta que o estouro dos caixas eletrônicos em busca de dinheiro.

Além disso, temos ainda, os roubos em empresas transportadoras de valores que leva pânico a população dos bairros onde essas empresas estão localizadas em alguns casos causando mortes, não somente de agentes de segurança, mas também de civis inocentes.


O país vive momentos de grandes desafios para o governo propor medidas mais duras de combate à criminalidade, armando melhor sua polícia, mas não somente isso, endurecendo a aplicação da lei para acabar sensação de impunidade. Os marginais continua inovando a cada dia para levar vantagem. E usam equipamentos tão sofisticados que fica quase impossível saber se o equipamento que você está usando é verdadeiro ou falso.
Veja o vídeo abaixo
video

(a) J Araújo

12 de janeiro de 2017

Quantos atributos

Imagem: Arquivo pessoal
                                                                           Quantos atributos

6 de janeiro de 2017

Seus direitos de consumidor estão sendo respeitados

Multa por perda de comanda, pode ou não pode? Quem nunca pegou uma folha de papel chamada de comanda muito comum em restaurantes, bares e casas noturnas.  E isso é levado tão a sério que temos notícias de desentendimentos até mesmo brigas por causa dessa tal folha que na maioria das vezes vai parar nas delegacias de polícia. O motivo que leva, na maioria das vezes, um cliente que perdeu a referida comanda e se recusou a pagar o valor estipulado como multa pelo estabelecimento comercial.

E os valores cobrados, geralmente, não são baixos. Nas casas noturnas chegam a ser exorbitantes e isso gera muita discussão. Afinal de contas somos mesmos obrigados a pagar a tal multa que os estabelecimentos comerciais exigem ou temos alguma lei que protege nossos direitos?  Pensando nisso procurei o CDC (Código de Defesa do Consumidor), e pra minha surpresa essa cobrança é ilegal. Então, antes de qualquer discussão, caso aconteça com você, peça ao comerciante para te mostrar no CDC onde está escrito que deve-se arcar com tal despesa que você alega não ter consumido tal valor.

Caso esse mesmo comerciante se recuse a mostrar o referido código, ele já está  descumprindo a lei, pois todo estabelecimento deve ter disponível  para consulta um exemplar do Código de Defesa do Consumidor a disposição para consulta a qualquer momento. Espero que este postagem seja útil e te ajude a conhecer um pouco mais os seus direitos. Na dúvida consulte o link  http://bit.ly/2ew2pPa.

(     (a)    J Araújo

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...